Palestras no Inpa discutem bacias Hidrográficas Urbanas em Buenos Aires e Manaus

As palestras serão ministradas pelo professor Dr. Alejandro Crojethovich Martin, da Universidad Nacional Arturo Jauretche (Argentina), e pela pesquisadora Domitila Pascoloto do Inpa

 

Da Redação – Ascom Inpa

Fotos: Domitila Pascoaloto – Acervo Pesquisadora

 

Nesta sexta-feira (20) acontecerá no auditório do prédio da Diretoria do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) duas palestras sobre as Bacias Hidrográficas Urbanas: Estudos de caso - Buenos Aires e Manaus. A atividade será das 9h às 10h. A entrada é gratuita.

 

De acordo com a pesquisadora Domitila Pascoaloto, do Grupo de Pesquisa Indicadores Ambientais e Ecossistemas Aquáticos (Idea/Coordenação de Dinâmica Ambiental/Inpa), o professor Alejandro Crojethovich Martin, da Universidad Nacional Arturo Jauretche (Provincia de Buenos Aires, República Argentina) está expandido suas relações e prospectando parcerias científicas.

 

RioNegroFotoDomitilaPascoalotoAcervopesqINPA

 

“Os nossos ecossistemas são diferentes. O professor de Buenos Aires desenvolveu um trabalho lá e agora está em fase de ampliação, verificando possíveis parcerias, vendo se há consensos, relações em comum ou não. Os opostos também são interessantes”, explicou Pascoaloto.

 

Na primeira parte do evento, o professor argentino falará apresentará a pesquisa sobre “Habitabilidade, vulnerabilidade social e sustentabilidade ecológica das bacias urbanas de Buenos Aires (Argentina). Após, a pesquisadora do Inpa mostrará a pesquisa "Recursos hídricos nas bacias hidrográficas urbanas de Manaus 2013-2016", com resultados iniciais das análises físico-químicas e sua relação com as mudanças observadas nas águas do rio Negro.

 

Cada palestra terá a duração de 30 minutos (20 para apresentação e 10 para perguntas). O público-alvo é formado por pesquisadores e bolsistas que desenvolvam atividades voltadas para habitabilidade, vulnerabilidade social, sustentabilidade ecológica e recursos hídricos em bacias urbanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *