13º Congresso Internacional da Rede Unida lança prêmio Antônio Levino

A comissão organizadora do 13º Congresso Internacional da Rede Unida lança edital do Prêmio Antônio Levino – Experiências de Políticas Públicas Inclusivas. As inscrições ocorrem de 3/4 a 2/5 de 2018, e podem ser feitas através do preenchimento da ficha de inscrição, disponível no site do congresso.

O objetivo é premiar experiências na área das políticas públicas, desenvolvidas por instituições públicas ou privadas, organizações da sociedade civil ou coletivos que possuam capacidade de inclusão de grupos populacionais vulneráveis, promovendo cidadania e atuando sobre a qualidade de vida do grupo e a defesa dos direitos humanos. A iniciativa deverá ser apresentada por associados da Rede Unida ou instituições parceiras, contendo a identificação, justificativa e apresentação, para análise da comissão julgadora.

De acordo com a comissão organizadora do congresso, essa é uma homenagem à trajetória do médico e pesquisador, Antônio Levino, e às iniciativas das quais ele participou. A comissão ressalta também a importância dessa ação política realizada pela Rede Unida, para dar visibilidade à resistência democrática e às políticas inclusivas, destacando o desenvolvimento social, as experiências de fortalecimento das diversidades de pensamento e modos de existir, e de superação das adversidades que marcam a existência de expressivos segmentos da população brasileira e mundial, colocados à margem do chamado “desenvolvimento econômico” e expostos em momentos de crises.

PROPOSTAS

Além de ações diretas inclusivas, as experiências deverão demonstrar capacidade de problematizar a cultura de violência e vulnerabilização, com iniciativas que possibilitem expandir o debate para além dos grupos diretamente atendidos e renovar a cultura vigente, fortalecendo e fazendo circular ideias de direitos humanos, democratização e cidadania.

Os premiados receberão certificado, publicação da experiência em diferentes mídias, e inscrição na próxima edição do Congresso. A premiação correrá durante a abertura do do 13º Congresso Internacional da Rede Unida.

HOMENAGEADO

Antônio Levino foi graduado em medicina e especialista em vigilância da saúde pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), mestre e doutor em saúde pública pela Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ).

Atuou como professor da Faculdade de Medicina da UFAM, pesquisador em Saúde Pública do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) no Laboratório de História, Políticas Públicas e Saúde na Amazônia (LAHPSA), orientador permanente e Sub-Coordenador do Programa Multiinstitucional de Pós-Graduação em Saúde Sociedade e Endemias na Amazônia (PPGSSEA) da UFAM/Fiocruz Amazônia.

Suas experiências na área de Saúde Coletiva tiveram foco principalmente nos seguintes temas: saúde pública, políticas públicas na área de saúde, avaliação de programas e serviços de saúde, saúde em áreas de fronteira, geoprocessamento, epidemiologia e educação em saúde.

Foi militante do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), no qual atuou nas direções nacional, estadual do Amazonas e municipal de Manaus. Atuou intensamente, desde sua inserção no movimento estudantil universitário, na defesa de direitos sociais, da educação e da saúde públicas, da ciência & tecnologia comprometidas com o desenvolvimento social e econômico e dos direitos do trabalhador. Faleceu aos 55 anos, em 20 de abril de 2017.

SOBRE O CONGRESSO

O 13º Congresso Internacional da Rede Unida acontece entre os dias 30/5 e 2/6 de 2018, na Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Realizado pela primeira vez na Região Norte e na Cidade de Manaus, o congresso pretende propor o debate em torno da saúde, educação, arte e cultura, da participação cidadã, da gestão e do trabalho em saúde na perspectiva do fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com o tema “Faz escuro, mas cantamos: redes em re-existência nos encontros das águas”, o 13ª Congresso Internacional da Rede Unida reunirá trabalhadores da saúde, usuários do SUS, pesquisadores, estudantes, professores, gestores e representantes de movimentos sociais.

São parceiros desta edição a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), Conselho Nacional de Saúde (CNS), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Saúde (MS), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), Secretaria de Estado da Cultura (SEC), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM) e ILMD/Fiocruz Amazônia, co-organizador do Congresso.

Ascom/ILMD Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *