Curso de especialização inicia módulo Vigilância Epidemiológica II, na próxima semana, em Tabatinga

De 19 a 24 de março será realizado em Tabatinga (AM), o quinto módulo do Curso de Especialização em Vigilância em Saúde na Rede de Atenção Primária à Saúde (APS) na Tríplice Fronteira do Alto Solimões, oferecido pelo Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia).

A disciplina Vigilância Epidemiológica II será ministrada pelos professores Antonio José Costa e Cecília Carmen Nicolai. O objetivo deste módulo é identificar a produção e distribuição de agravos relevantes no território; compreender,  acessar e extrair informações dos sistemas de dados em saúde; efetuar registros, notificações e monitoramento de casos no nível local; manejar indicadores epidemiológicos habilitando-se a construir perfis epidemiológicos capazes de orientar a tomada de decisão no âmbito da unidade básica; e dominar técnicas de espacialização de agravos em saúde no território, sob responsabilidade sanitária da equipe para a identificação de áreas prioritárias de ação.

A Especialização em Vigilância em Saúde na Rede de Atenção Primária à Saúde (APS) na Tríplice Fronteira do Alto Solimões iniciou no dia 23/10/2017, com alunos do Brasil, Peru e Colômbia. O curso é resultado de parceria com a Organização Panamericana de Saúde (Opas), Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), Assessoria de Assuntos Internacionais, do Ministério da Saúde (Aisa-MS), Programa de Doenças Sexualmente Transmissíveis – Aids do MS, Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (Susam), Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM), Instituto Federal do Amazonas (Ifam/Campus Tabatinga), Associação Brasileira de Profissionais de Epidemiologia de Campo (ProEpi/MS) e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Durante a disciplina serão apresentados os  Sistemas de informação em saúde: tipos, propósitos e aplicações no diagnóstico de saúde da população adstrita às unidades básicas de saúde; sistemas de vigilância epidemiológica: tipos, propósitos e características; diagnóstico da saúde da população residente na tríplice fronteira Brasil-Colômbia-Peru, incluindo as principais doenças transmissíveis, condições crônicas e agravos não transmissíveis, causas externas e vigilância de agravos em grupos populacionais específicos: doenças diarreicas na infância e óbitos materno e infantil; introdução à investigação de surtos e epidemias: propósitos, etapas e operacionalização; métodos e técnicas básicas de espacialização para monitoramento de agravos e situações de risco no território.

As aulas são ministradas no campus Tabatinga, na sede do Ifam.

Para outras informações sobre o curso, clique.

SOBRE OS PROFESSORES

Antonio José Leal Costa – graduado em Medicina pela Universidade Federal Fluminense (UFF), possui residência médica em Medicina Preventiva e Social pela UFF, mestre em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, e doutorado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP). Atuou como médico sanitarista nas secretarias municipais de saúde de Niterói e do Rio de Janeiro (RJ). Atualmente é professor associado III do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva (IESC) e do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina (DMP/FM) da UFRJ, onde atua como membro dos corpos docentes dos cursos de graduação em Medicina e em Saúde Coletiva, do Curso de Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva e do Programa de Pós Graduação em Saúde Coletiva. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em epidemiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: indicadores de saúde e qualidade de vida, vigilância epidemiológica das doenças transmissíveis e epidemiologia materno-infantil. Pesquisador bolsista da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) nos triênios 2009/2011 e 2012/2014,  e diretor do IESC/UFRJ desde de 2015.

Cecília Carmen Nicolai – graduada em Medicina pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Residência Médica em Medicina Preventiva e Social Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro e Especialização em Epidemiologia para Gerentes de Saúde Pública – Johns Hopkins School of Public Health e Organização Panamericana. Mestrado em Saúde Coletiva – IESC/UFRJ. Foi responsável pela Vigilância Epidemiológica da Prefeitura da Cidade do Rio e Janeiro, com atuação destacada na área de controle e prevenção do dengue. Atualmente, exerce o cargo de médica em Saúde Pública na Superintendência de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Foto: Marlúcia Seixas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *