Conheça mais sobre os sinais e sintomas da hanseníase

A hanseníase é uma doença crônica, transmissível, tem preferência pela pele e nervos periféricos, o que lhe confere alto poder de causar incapacidades e deformidades físicas, principais responsáveis pelo estigma e preconceito que permeia a doença. A transmissão se dá de uma pessoa doente sem tratamento, para outra, após um contato próximo e prolongado.

O Ministério da Saúde (MS) promove em parceria aos estados e municípios, ações de vigilância e educação em saúde, com o objetivo de alertar a população sobre os sinais e sintomas da doença e incentivar a procura pelos serviços de saúde, além de mobilizar os profissionais de saúde à busca ativa de casos novos de hanseníase e exame dos contatos, especialmente os de convivência domiciliar (grupo com maior risco de adoecimento). As ações de busca ativa têm como foco o diagnóstico precoce da doença e a prevenção das incapacidades e deformidades físicas.

O MS recomenda que as pessoas procurem o serviço de saúde ao aparecimento de manchas em qualquer parte do corpo, principalmente, se essa mancha apresentar alteração de sensibilidade ao calor e ao toque, configurando como um dos sinais e sintomas sugestivos da doença.

Na última década, o Brasil apresentou uma redução de 37,1 % no número de casos novos, passando de 40,1 mil diagnosticados no ano de 2007, para 25,2 mil em 2016. Tal redução corresponde à queda de 42,3% da taxa de detecção geral do país (de 21,19/100 mil hab. em 2007 para 12,23/100 mil hab. em 2016). Do total de casos novos registrados, 1,6 mil (6,72%) foram diagnosticados em menores de 15 anos, sinalizando focos de infecção ativos e transmissão recente, e 7,2 mil iniciaram tratamento com alguma incapacidade.

No mês em que é celebrado o Dia Mundial de Luta Contra à Hanseníase (janeiro roxo) –  cor definida em 2015 para simbolização do enfrentamento a doença no país -, para alertar a população a respeito da doença, o Blog da Saúde entrevistou a Coordenadora Geral de Hanseníase e Doenças em Eliminação do Ministério da Saúde, Carmelita Ribeiro Filha.

Confira a entrevista no Blog da Saúde.

Blog da Saúde, por Aline Czezacki
Fonte: Portal Fiocruz

CNPq e Capes lançam chamada do Programa Talentos para Inovação

Investimento total do novo edital com bolsas de inovação será de R$ 5,5 milhões

Uma parceria envolvendo as principais agências de fomento do país pretende levar às empresas a mão-de-obra e expertise qualificada dos pesquisadores brasileiros. Essa ação está no âmbito do Programa Talentos para Inovação, que pretende incentivar a inserção de novos talentos no mercado de trabalho, com a concessão de bolsas para pesquisadores atuarem nas unidades e polos da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

Nesse sentido, foi lançada, nesta quinta-feira, chamada que selecionará bolsistas na modalidade Bolsa Jovens Talentos (BJT). A iniciativa é fruto de um acordo firmado em 2017 entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifíco e Tecnológico (CNPq), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-NC)  e a Embrapii.  O programa abrange 27 áreas de competências tecnológicas.

As inscrições começam em 06 de fevereiro e vão até 12 de março. As bolsas terão duração máxima de doze meses e serão divididas em dois níveis de classificação: BJT,  nível A,  no valor de R$ 7 mil mensais e a BJT, nível B, no valor de R$ 4 mil mensais, para pesquisadores com produção científica e tecnológica relevante ou profissional com experiência destacada em projetos de P,D&I. Serão aceitas até três bolsas por projeto.

Para Marcelo Morales, Diretor de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde e Presidente Substituto do CNPq, a iniciativa é de suma importância para a inovação no Brasil. “Queremos incentivar ainda mais a inovação, que é um dos pilares da missão institucional do CNPq. A parceria entre CNPq, CAPES, EMBRAPII e IEL mostra o empenho e alinhamento das principais entidades de financiamento à pesquisa para que possamos transformar conhecimento em riqueza para o desenvolvimento do Brasil”, afirmou Morales.

Para saber mais ou se inscrever acesse: http://capes.gov.br/bolsas/programas-especiais/programa-talentos-para-inovacao

 

banner_cnpq_grande

 

Fonte: CNPq

O post CNPq e Capes lançam chamada do Programa Talentos para Inovação apareceu primeiro em FAPEAM.

CNPq e Capes lançam chamada do Programa Talentos para Inovação

Investimento total do novo edital com bolsas de inovação será de R$ 5,5 milhões

Uma parceria envolvendo as principais agências de fomento do país pretende levar às empresas a mão-de-obra e expertise qualificada dos pesquisadores brasileiros. Essa ação está no âmbito do Programa Talentos para Inovação, que pretende incentivar a inserção de novos talentos no mercado de trabalho, com a concessão de bolsas para pesquisadores atuarem nas unidades e polos da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

Nesse sentido, foi lançada, nesta quinta-feira, chamada que selecionará bolsistas na modalidade Bolsa Jovens Talentos (BJT). A iniciativa é fruto de um acordo firmado em 2017 entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifíco e Tecnológico (CNPq), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-NC)  e a Embrapii.  O programa abrange 27 áreas de competências tecnológicas.

As inscrições começam em 06 de fevereiro e vão até 12 de março. As bolsas terão duração máxima de doze meses e serão divididas em dois níveis de classificação: BJT,  nível A,  no valor de R$ 7 mil mensais e a BJT, nível B, no valor de R$ 4 mil mensais, para pesquisadores com produção científica e tecnológica relevante ou profissional com experiência destacada em projetos de P,D&I. Serão aceitas até três bolsas por projeto.

Para Marcelo Morales, Diretor de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde e Presidente Substituto do CNPq, a iniciativa é de suma importância para a inovação no Brasil. “Queremos incentivar ainda mais a inovação, que é um dos pilares da missão institucional do CNPq. A parceria entre CNPq, CAPES, EMBRAPII e IEL mostra o empenho e alinhamento das principais entidades de financiamento à pesquisa para que possamos transformar conhecimento em riqueza para o desenvolvimento do Brasil”, afirmou Morales.

Para saber mais ou se inscrever acesse: http://capes.gov.br/bolsas/programas-especiais/programa-talentos-para-inovacao

 

banner_cnpq_grande

 

Fonte: CNPq

O post CNPq e Capes lançam chamada do Programa Talentos para Inovação apareceu primeiro em FAPEAM.

Oficina do 13º Congresso Internacional da Rede Unida define programação

A comissão organizadora e parceiros do 13º Congresso Internacional da Rede Unida, reuniram-se nos dias 25 e 26 de janeiro, na sede do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), em Manaus, para sistematizar toda a programação do Congresso. Três grupos de trabalho foram mobilizados durante a 2ª Oficina Nacional de Programação do 13º Congresso Internacional da Rede Unida.

O Grupo de Trabalho (GT) Programação Institucional e GT Comissão Científica, composto por membros da Coordenação Nacional da Rede Unida, as instituições parceiras e convidados fizeram o levantamento das propostas de programação submetidas até o dia 25 de janeiro, por meio do site da Associação. Ao final dos trabalhos, foi construída uma prévia da programação: mais de cem távolas, com aproximadamente 300 palestrantes; cerca de 300 Rodas de Conversas, com mais de 3 mil trabalhos; mais de 150 atividades adicionais; em torno de 30 oficinas e cursos pré-congresso; 4 Fóruns Internacionais com aproximadamente 70 convidados internacionais de mais de 20 países, com temas voltados as políticas públicas, gestão e educação no trabalho em saúde, direitos humanos e inclusão.

O GT Comissão Científica além de aprovar os trabalhos submetidos, identificou e excluiu os trabalhos duplicados, agrupando-os de acordo com os eixos temáticos do Congresso: Arte e Cultura em Saúde, Educação em Saúde, Gestão em Saúde, Trabalho em Saúde e Participação Social em Saúde.

Para Rodrigo Tobias, presidente do 13º Congresso, a oficina em Manaus foi um momento importante no planejamento e organização das muitas atividades que compõem o Congresso. “Essa etapa é imprescindível para sistematizar a programação, como as távolas institucionais, fóruns internacionais e a apresentação de trabalhos aprovados pela comissão científica�, explicou. Tobias também anunciou a venda dos primeiros estandes da Feira de Exposição do Congresso, adquiridos pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e VER-SUS.

O Coordenador Nacional da Rede Unida, Júlio Schweickardt, salientou que o Congresso será um sucesso e que o processo de construção dele está sendo muito rico, fruto de um trabalho coletivo. “O congresso é realizado em quatro dias, mas organizá-lo depende muito do trabalho coletivo onde crescemos, aprendemos, amadurecemos e fazemos redes. Parabéns a todos!�.

Estiveram presentes no evento o Conselho Nacional de Saúde (CNS), Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS), Ministério da Saúde (MS), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Semsa, Secretaria Municipal de Educação (Semed), Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM), Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) e Sesai.

A próxima oficina de programação será nos dias 15 e 16 de março, em Manaus, para que seja feito o agrupamento dos trabalhos em rodas de conversas e távolas, definir os facilitadores e fazer o ensalamento com local e horário.

Grupo de Trabalho cria Agência Rede Unida de Comunicação

Com o objetivo de potencializar a cobertura jornalística do evento, o GT de Comunicação teve como tarefa envolver as assessorias de comunicação das instituições parceiras, outras instituições e universidades, na divulgação do 13º Congresso Internacional da Rede Unida.

O grupo, formado pelas assessorias de comunicação do CNS, ILMD/Fiocruz Amazônia, UEA e Ufam, criou a Agência Rede Unida de Comunicação e apresentou para todos os presentes o funcionamento, a estrutura e o fluxo das atividades, recebendo o apoio unanime da criação, sendo considerado o lançamento da Agência naquela ocasião.

A Agência Rede Unida de Comunicação, inédita nos congressos da Rede Unida é composta pelas assessorias de comunicação das instituições parceiras do 13º Congresso Internacional da Rede Unida: Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), Conselho Nacional de Saúde (CNS), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Saúde (MS), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Secretaria de Estado da Cultura (SEC), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM) e ILMD/Fiocruz Amazônia.

Sobre o 13º Congresso

Realizado pela primeira vez na Região Norte e em Manaus, o 13º Congresso Internacional da Rede Unida acontece no período de 30 de maio a 2 de junho de 2018, na Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Sua finalidade é propor o debate em torno da saúde, da educação, da arte e cultura, da participação cidadã, da gestão e do trabalho em saúde na perspectiva do fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com o tema “Faz escuro, mas cantamos: redes em re-existência nos encontros das águas�, a 13ª edição do Congresso Internacional da Rede Unida reunirá trabalhadores da saúde, usuários do SUS, pesquisadores, estudantes, professores, gestores e representantes de movimentos sociais.

São parceiros desta edição a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), Conselho Nacional de Saúde (CNS), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Saúde (MS), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Secretaria de Estado da Cultura (SEC), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM) e ILMD/Fiocruz Amazônia, co-organizadora do Congresso.

Agência Rede Unida de Comunicação, por Mirinéia Nascimento (Ascom/Rede Unida)

Flanelinha é preso em flagrante suspeito de vender entorpecentes na região da Manaus Moderna

Durante patrulhamento na região da Manaus Moderna, no Centro da Capital, zona sul da cidade, policiais da Secretaria Executiva-Adjunta de Operações (Seaop), da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), prenderam, em flagrante, por volta das 15h desta terça-feira (30/01) o guardador de veículos Paulo Henrique Moraes Brandão, 20, suspeito de traficar entorpecentes. A [...]



(RSS generated with FetchRss)

Governador Amazonino Mendes assina decreto com promoção de peritos, legistas e servidores da Polícia…

O Governo do Amazonas publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) de segunda-feira (29/01), que circulou nesta terça-feira (30/1), o decreto assinado pelo governador Amazonino Mendes promovendo 1.144 servidores da Polícia Civil e da Polícia Científica. A medida beneficia escrivães, investigadores, delegados, peritos, legistas e odontolegistas. A progressão vertical garante promoção na carreira e [...]



(RSS generated with FetchRss)

Polícia Civil prende prático com 13 kg de maconha do tipo skunk no bairro Gilberto Mestrinho

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), sob o comando do delegado Paulo Mavignier, diretor da unidade policial, prendeu em flagrante, na manhã desta terça-feira (30/01), por volta das 11h, o prático Luciano dos Santos Rodrigues, 44, por tráfico de drogas. O fato ocorreu na casa onde [...]



(RSS generated with FetchRss)

Prazo para cadastramento de táxis intermunicipais termina amanhã (31)

Com o intuito de organizar, regular e controlar a prestação dos serviços de afretamento de passageiros, a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Estado do Amazonas (Arsam) determinou o dia 31 de janeiro de 2018 como o prazo final para o cadastramento das associações, sindicatos, cooperativas e condutores de táxis intermunicipais, por meio [...]



(RSS generated with FetchRss)

UEA e Marinha firmam parceria para atendimento de saúde em comunidades ribeirinhas

Com o intuito de atender demandas de saúde em comunidades ribeirinhas do interior do Amazonas, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) assinou, nesta terça-feira (30/1), convênio com a Marinha do Brasil, por meio do Comando do 9º Distrito Naval. O documento estabelece que os alunos do curso de Medicina da UEA prestarão assistência médica [...]



(RSS generated with FetchRss)

Feirão do Produtor Rural do Inpa capacita produtores de guaraná orgânico de Maués

Mais de 1.500 produtores rurais já foram capacitados ao longo de dois anos pelo Projeto Feirão do Produtor Rural. O curso utiliza o método participativo com as comunidades

 

Da Redação - Ascom Inpa

Foto: Acervo Ascom Inpa

 

 

Nesta quarta-feira (31), o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) encerra a capacitação em agricultura orgânica para cerca de 30 agricultores familiares das comunidades Brasileira, São Sebastião e Nossa Senhora de Nazaré, localizadas na região do alto Urupadi, na divisa entre os rios Marau e Monjuru, no município de Maués (AM).   

 

 

Os agricultores do alto Urupadi produzem guaraná reconhecido como produto orgânico vendido nas feiras de Maués, de Manaus, além de outros municípios do Amazonas e de outros estados. O fruto é vendido em pó e também em bastão, que é ralado para consumo. 

 

 

A iniciativa faz parte do Projeto Feirão do Produtor Rural, financiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). É coordenado pela pesquisadora do Inpa, Sonia Alfaia, por meio de uma parceria com outras instituições, principalmente a Universidad Sanct Spíritus José Mari Pérez, de Cuba.

 

 

guaranaFotoAcervoASCOMINPA

 

 

Por meio do projeto já foram capacitados mais de 1.500 produtores rurais, ao longo de dois anos. O curso utiliza o método participativo com as comunidades e inclui atividades teóricas, dinâmicas, troca de experiências, sensibilização do grupo na temática envolvida e atividades práticas.

 

Durante o curso são trabalhados princípios agroecológicos, produção de adubos orgânicos, manejo agroecológico de pragas e doenças e práticas de manejo.

 

Fortalecimento do guaraná

 

Fortalecer o sistema agrícola tradicional de produção de guaraná com práticas de base agroecológica é o desafio da Associação dos Agricultores Familiares do Alto Urupadi (AAFAU).

 

O Guaraná Urupadi já é reconhecido como produto orgânico cultivado em sistema agrícola tradicional com mudas naturais extraídas das matrizes silvestre de guaranazeiros. “Agora precisamos cada vez mais melhorar e aperfeiçoar o nosso sistema agrícola com base na agricultura orgânica�, diz Oliveira.

 

O Projeto Guaraná Urupadi foi criado pela Associação dos Agricultores Familiares do Alto Urupadi e tem como objetivo valorizar o sistema agrícola tradicional de produção de guaraná visando a conservação da floresta, segurança alimentar e geração de renda.

 

São parceiros do projeto, além do Inpa, a Prefeitura de Maués, Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), Instituto Acariquara e Slow Food Brasil.