Seminário Internacional aborda doenças infecciosas negligenciadas da Amazônia

Iniciaram nesta quarta-feira (6/12), as apresentações de palestras do Seminário Internacional Doenças Infecciosas Negligenciadas da Amazônia, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia).

As palestras são ministradas por pesquisadores convidados nacionais e internacionais que abordaram temas no campo das doenças infecciosas negligenciadas, pesquisas na região Amazônica e projetos em desenvolvimento.

Para o pesquisador da Fiocruz Amazônia, e organizador do evento, Dr. Paulo Nogueira, o tema proposto no seminário contempla demandas da sociedade, e destaca especificidades da região. “Nós estamos numa região tropical, vivemos em um país com desigualdades, é possível ver essas doenças negligencias causando sofrimento em várias pessoas. Nós temos os pesquisadores que estão estudando essas doenças, então essa é uma boa oportunidade de mostrar o que está sendo estudado em prol da saúde da sociedade”.

Compuseram a mesa de abertura do evento, o Vice-Diretor de Pesquisa e Inovação da Fiocruz Amazônia, Felipe Gomes Naveca; o pesquisador Eduardo Grault, da vice-presidência de Pesquisa e Coleções Biológicas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o coordenador do PPGBIO-Interação, Paulo Nogueira, e a pesquisadora Ottavia Romoli, entomologista do laboratório Mathilde Gendrin da filial guianense do Institut Pasteur de la Guyane.

Segundo Naveca, um dos objetivos do evento é aumentar os laços de interação entre instituições internacionais que atuam nas mesmas áreas de pesquisa, promovendo a internacionalização dos cursos de pós-graduação do ILMD. “Esse evento promove uma grande discussão em torno de doenças que tem um impacto na saúde na região amazônica. Além disso, a ideia do evento é promover oportunidade para que os nossos alunos dos programas de pós-graduação da Instituição tenham um contato internacional com pesquisadores de Institutos, como o Instituto Pasteur, que trabalha com assuntos parecidos com os nossos.

Palestras

“The emergence of multi-drug resistant Pseudomonas aeruginosa in three Manaus ICUs” foi o título do estudo apresentado pela doutoranda, Paula Taquita, do Programa de Doutorado em Ciências – Cooperação IOC-ILMD.

“É um congresso desafiador, a barreira linguística é um problema, mas é uma coisa que precisa ser praticada, precisa ser treinada. Como ponta pé inicial foi uma ótima ideia, essa experiência vai facilitar para que nós possamos desenvolver mais a fluência e criar uma cultura para futuros eventos”, destacou Taquita, sobre a apresentação.

Os pesquisadores André Mariuba (ILMD), Antonia Franco (INPA), Priscila Aquino (ILMD), James Lee (ILMD), Claudia Rios (ILMD), Felipe Pessoa (ILMD), Stefanie Lopes (ILMD), Gisely Cardoso (FMT-HVD), Paulo Nogueira (ILMD), Alessandra Nava (ILMD), Benoit de Thoisy (Pasteur Cayenne; French Guyane), Pritesh Lalwani (ILMD), e Raquel Ferraz Nogueira também apresentaram estudos e projetos desenvolvidos dentro da temática.

A primeira atividade do seminário foi o minicurso “Ferramentas para o estudo das interações arbovírus-hospedeiro”, realizado na última segunda-feira (4/12). A programação segue até amanhã (7/12), na sede do Instituto, à rua Teresina, 476, Adrianópolis, Manaus (AM).

Acesse a programação.

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é um curso stricto sensu, que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro, no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O Programa se enquadra na grande área em Parasitologia. A pesquisa e o ensino desenvolvidos no contexto do PPGBIO-Interação têm ênfases na ecoepidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores, fatores de virulência, e mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *