Comitê de Controle da Tuberculose no Amazonas celebrar 10 anos de criação

Representantes do governo e da sociedade civil estiveram reunidos nesta sexta-feira, 17/11, no Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) para comemorar os dez anos do Comitê de Controle da Tuberculose no Amazonas.

Criado em 2007, o Comitê, é coordenado por Euclides José de Souza Neto, da Associação Katiró, e tem como vice-coordenadora, a pesquisadora do ILMD/Fiocruz Amazônia, Joycenea Matsuda. Sua missão é “ser um articulador entre o governo e a sociedade civil, buscando integração e contribuição para as políticas públicas do controle da tuberculose no país, dando visibilidade às ações de comunicação, advocacy, mobilização social, monitoramento e avaliação, com vistas à garantia da cidadania e defesa do SUS”.

Durante a abertura do evento, Euclides Neto lembrou que o ILMD/Fiocruz Amazônia foi a primeira casa do Comitê, daí a satisfação em celebrar o aniversário de 10 anos, nas dependências do Instituto.

O evento foi brindado em sua abertura com o Coral Musikarte,  projeto da  Escola Estadual Solon de Lucena, que trouxe por meio de seus integrantes alegria e suavidade para a celebração.

A mesa de abertura foi composta pelo deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar Mista de Enfrentamento e Defesa dos Direitos da Pessoa com IST/HIV/AIDS e Tuberculose (Frendhat), Luiz Castro, por representantes da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), da Policlínica Cardoso Fontes, da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS), da Secretaria Municipal de Educação (Semed),  pelo coordenador do Comitê, Euclides Neto e por Sérgio Luz, diretor do ILMD/Fiocruz Amazônia.

Em seu discurso, Sérgio Luz falou da importância do envolvimento da sociedade em defesa da ciência e tecnologia, e da garantia de direitos, em atenção às necessidades da população pelo Sistema Único da Saúde, especialmente, no caso da tuberculose, em que os pacientes são referenciados e encaminhados aos serviços de saúde ambulatoriais do SUS, onde são acompanhados por equipe multidisciplinar.

Luiz Castro lembrou a importância dos espaços democráticos de discussões e ressaltou a importância do Comitê como instituição democrática que reúne atores que atuam na prevenção, no esclarecimento, diagnóstico e tratamento da Tuberculose.

O evento encerrou com a entrega de troféus a personalidades que se destacaram nesses 10 anos, no Amazonas, na luta contra a Tuberculose.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Eduardo Gomes e Marlúcia Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *