Seduc divulga a relação dos candidatos classificados no Processo Seletivo Simplificado/2016

A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc) convoca 69 professores aprovados em Processo Seletivo Simplificado (nº 043/2017) para capital do Estado do Amazonas. Os docentes convocados atuarão nas áreas de: Artes, Ciências, Educação Física, Física, Geografia, História, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química, Sociologia das series iniciais (1° ao 5° [...]



(RSS generated with FetchRss)

Governador David Almeida diz que nova unidade prisional deve desafogar sistema carcerário do estado

  Com capacidade para 571 vagas, o Centro de Detenção Provisório Masculino II, localizado no km 8 da BR-174 (Manaus – Boa Vista) vai desafogar os presídios superlotados no Estado, conforme explicou o governador David Almeida nesta sexta-feira (29), ao inaugurar a unidade que será a primeira da região Norte a ter um espaço destinado a tratamento [...]



(RSS generated with FetchRss)

Hemoam convoca doadores de sangue

  A Fundação Hemoam está convocando doadores de sangue O negativo para doação com urgência, em virtude do baixo estoque de sangue deste tipo sanguíneo. Escolha uma de nossas Unidades de coleta. - Maternidade Ana Braga Avenida Alameda Come Ferreira – Aleixo Funcionamento:  segunda a sexta, das 7 às 13h30 - Fundação Hemoam Avenida Constantino Nery – Chapada [...]



(RSS generated with FetchRss)

Governador David Almeida entrega mais viaturas de polícia e estende Ciclopatrulha ao Centro da cidade

O Governador David Almeida entregou nesta sexta-feira, 29 de setembro, 30 novas viaturas à Polícia Militar para reforço do patrulhamento aos municípios de Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Parintins, Nova Olinda do Norte, Careiro Castanho, Novo Airão, Anori, Beruri, Borba, Itapiranga e Anamã. Ao todo, serão 103 veículos, modelo Palio Weekend Adventure 1.8, entregues para a [...]



(RSS generated with FetchRss)

Secretaria de Relações Institucionais do Governo do Amazonas lança site próprio

A Secretaria de Estado de Relações Institucionais (Serins), do Governo do Amazonas, com sede em Brasília, realizou na tarde desta sexta-feira, 29 de setembro, o lançamento do site institucional do órgão. O acesso ao site é pelo endereço www.serins.am.gov.br No evento, realizado na sede do órgão em Brasília, a secretária de Estado da Serins, Nafice [...]



(RSS generated with FetchRss)

Chuva não desanima garotada curiosa em mais uma edição do Projeto Circuito da Ciência

Entre as atividades que se destacaram estão a Oficina Brincando com a Física e a visita, átipa, ao berçário dos peixes-bois do Instituto

 

Por Karen Canto (texto e foto) – Ascom Inpa

 

Nem a chuva da manhã desta sexta-feira (29) esfriou a animação dos quase 150 alunos da rede pública do Estado em mais uma edição do Projeto Circuito da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC). Entre as atividades que se destacaram estão a Oficina Brincando com a Física e a visita, átipa, ao berçário dos peixes-bois do Instituto. Outras atividades também aguçaram os visitantes.

 

Associando brincadeiras envolvendo um copo com água e barbantes para explicar Física de maneira simples, o projeto Sesc Ciência, parceiro do Bosque, trouxe a Oficina Brincando com a Física, que mostrou como a disciplina, na prática, pode ser apresentada e disseminada para crianças e adolescentes de forma fácil e atraente.

 

“Em sala de aula, os alunos costumam ser apresentados à Física de forma muito teórica, mas o que a gente pretende aqui é atiçar, na prática, a curiosidade e a vontade deles”, explica o estudante Matheus Mitoso, um dos responsáveis pela Oficina.

 

FotoKarenCanto

 

Ele conta que utilizando um copo com água em cima de um “balanço” improvisado, ligado à sua mão com fios de barbantes e realizando um movimento circular, é possível, por exemplo, ensinar sobre o equilíbrio das forças. “O copo, mesmo estando girando, fica estático no balanço e não cai a não ser que aconteça alguma variação. Nessa “brincadeira” a gente explica as propriedades do equilíbrio de forças entre a força centrípeta e aceleração tangencial”, diz Mitoso ao acrescentar que depois da demonstração relaciona o movimento dos satélites, por exemplo, em torno da Terra.

 

Para a estudante Rayanne Garcia, do 8º ano ensino fundamental da Escola Estadual Ernesto Pinho Filho, a tática faz com que ela e os colegas de escola, mesmo não percebendo, acabem aprendendo um pouco de física. “Tudo muito dinâmico e atraente para gente”, destaca a estudante.

 

Outra novidade desta 6ª edição do Circuito foi o acesso ao berçário dos peixes-bois do Inpa para uma aula de conscientização ambiental e sensibilidade. O local é destinado para filhotes que hoje variam de 4 meses a 2 anos de idade que tiveram suas mães mortas por caçadoes. Na ocasião, os alunos puderam aprender, entre outras coisas, que os peixes-bois são animais de hábito solitário e só começam a se reproduzir aos oito ou dez anos de idade. A gestação da fêmea dura quase 12 meses e nasce apenas um filhote por gestação, o que dificulta o aumento da população.

 

FotoPeixeBoi

 

Mais atrações

 

Com trabalhos desenvolvidos pelo Inpa e por parceiros, os visitantes aprenderam a importância da preservação ambiental e os cuidados que se deve ter com a dengue, malária e leishmaniose. No Circuito, os estudantes ainda aprenderam um pouco mais sobre geografia num torneio com jogos lúdicos e, de quebra, degustaram de alguns doces para “aprender” melhor a geografia.

 

Os grupos escolares também embarcaram numa “viagem” ao Planetário para conhecer o sistema solar e aprenderam hábitos saudáveis na Oficina de Saúde Bucal.

 

Durante o Circuito da Ciência, os alunos também participaram de oficinas educativas e diversas exposições como a Oficina de Invertebrados Terrestres Vivos; Tecnologias Sociais e Inclusão Social na Amazônia; Recursos Hídricos; Insetos Aquáticos; Quelônios da Amazônia; Invertebrados Terrestres Vivos; Macrofungos; Herbário e Carpoteca, entre outros.

 

FotoMaisAtividades

 

Participaram desta edição as escolas estaduais Lucena Bittencourt (Morro da Liberdade), Ernesto Pinho Filho (Monte das Oliveiras) e Belarmino Marreiro (Cidade Nova), e as escolas municipais Dep. Ulysses Guimarães (Mutirão) e Prof. Álvaro Cesar de Carvalho (Novo Reino).

 

O projeto Circuito da Ciência é realizado na última sexta-feira de cada mês e é uma realização do Inpa, por meio da Coordenação de Extensão (Coext).

 

São parceiros do projeto a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Serviço Social do Comércio (Sesc), Grupo de Escoteiros, Instituto Soka/Cepeam, Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Uninorte, Escola Maria Madalena Santana de Lima e  Brother’s.

Estudo propõe aumento de gastos com medicamentos

Pesquisadores da Escola Nacional Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) lançam, nesta quinta-feira (28/9), um estudo que simula os gastos do Sistema Único de Saúde (SUS) com os medicamentos usados no tratamento de HIV/Aids e de hepatite C, caso as propostas da União Europeia (UE) para o capítulo de propriedade intelectual do Tratado de Livre Comércio (TLC) sejam aceitas pelos países do Mercosul. O estudo conclui que o governo brasileiro desembolsará um valor adicional de até R$ 1,9 bilhão por ano só com a compra desses medicamentos – uma média de R$ 1,8 bilhão para hepatite C e R$ 142 milhões em antirretrovirais (ARV).

A pesquisa foi realizada a partir da análise das compras de 22 ARVs pelo SUS em 2015 e dos três medicamentos para hepatite C adquiridos em 2016. Os valores encontrados no estudo correspondem aos custos anuais do tratamento de aproximadamente 60 mil pessoas com hepatite, com medicamentos de última geração, e mais de 57 mil pacientes com HIV.

“Essa é só a ponta do iceberg, já que a pesquisa se restringe aos 25 medicamentos usados no tratamento de apenas duas doenças. O governo compra muitos outros medicamentos para outras dezenas de doenças. O impacto das propostas da União Europeia no capítulo de propriedade intelectual pode refletir um gasto muito mais alto do que os R$ 1,9 bilhão anuais estimados pela pesquisa”, diz Gabriela Chaves, pesquisadora do Departamento de Política de Medicamentos e Assistência Farmacêutica da Ensp/Fiocruz.

A próxima rodada de negociações do TLC será realizada em Brasília, entre os dias 2 e 6 de outubro, em 2017. No que diz respeito ao capítulo de propriedade intelectual, o principal objetivo da União Europeia é aumentar os padrões de proteção, com a adoção de medidas chamadas Trips-plus, garantindo maior exclusividade de mercado para as empresas multinacionais, o que afeta diretamente a área de medicamentos. Essas medidas concedem maior proteção do que aquelas já previstas no Acordo sobre os Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual relacionados ao Comércio (Trips, na sigla em inglês) da Organização Mundial de Comércio (OMC), do qual o Brasil é signatário.

A proteção da propriedade intelectual no Brasil já é bastante ampla. Em 1996, o Brasil se adiantou à obrigação assumida no âmbito da OMC e aprovou a atual lei que concede proteção patentária para medicamentos, o que poderia ter sido feito só nove anos mais tarde. “Quem paga essa conta, que fica ainda mais alta com as medidas Trips-plus, é o SUS”, avalia Gabriela. “O que está em jogo nos resultados dessas negociações é a sustentabilidade do sistema público de saúde, já que medidas que fortalecem o monopólio de tecnologias essenciais em saúde possibilitam que as empresas pratiquem preços muito altos, ameaçando o princípio da universalidade do SUS”, afirma.

A proteção patentária de medicamentos foi sentida inicialmente no SUS com a adoção dos primeiros ARVs patenteados no final da década de 1990. Os ARVs anteriores a essa proteção foram produzidos localmente a preços mais baixos do que aqueles praticados pelas multinacionais. Quando as patentes de medicamentos entraram em vigor, em 1997, o governo brasileiro teve que adotar diferentes estratégias para a redução dos preços de  medicamentos sob monopólio, como as  flexibilidades de proteção da saúde pública previstas no acordo Trips da OMC para comprar e produzir genéricos e, assim, garantir a universalidade do tratamento de HIV.

Em 2007, por exemplo, o governo licenciou compulsoriamente o medicamento Efavirenz, o que possibilitou a importação e a posterior produção local de versões genéricas de 67% a 77% mais baratas do que o preço do produto patenteado. O mesmo ainda não aconteceu com os medicamentos de hepatite C.

A pesquisa realizada pela Fiocruz segue as recomendações do Painel de Alto Nível da ONU sobre Acesso a Medicamentos, que incluem a realização de estudos para avaliar o impacto que negociações comerciais na área de propriedade intelectual podem gerar na saúde pública e na garantia de direitos humanos.

Portal Esnp, por Vânia Alves

 

Governo e setor privado consolidam parceria nas Câmaras Setoriais

O pagamento relativo à subvenção da malva e juta aos produtores de sete municípios do interior, a implantação do sistema de ciclopatrulhamento no Centro de Manaus e as articulações para a obtenção do status de estado livre de febre aftosa são ações que têm em comum a intermediação das Câmaras Setoriais coordenadas pela Secretaria de [...]



(RSS generated with FetchRss)

Defensoras e defensores públicos recém-empossados atuarão no interior do Amazonas

Os oito novos defensores e defensoras públicas que tomaram posse nesta quinta-feira, 28 de setembro, em cerimônia na sede do Governo do Amazonas, zona oeste de Manaus,  atuarão no atendimento da população do interior do Estado, afirmou o defensor público geral, Rafael Barbosa. O primeiro município a receber os novos membros da Defensoria Pública do [...]



(RSS generated with FetchRss)

Governador David Almeida entrega Escola de Tempo Integral em Manicoré beneficiando mais de mil alunos

A Escola Estadual de Tempo Integral Historiador Arindal Vinícius da Fonseca Reis com capacidade para atender 1.200 alunos do Ensino Médio foi entregue pelo governador David Almeida nesta quinta-feira, 28, no município de Manicoré. A unidade é equipada com laboratórios de informática e ciências, salas de música e dança, biblioteca, quadra de futsal e basquete, [...]



(RSS generated with FetchRss)