Aula inaugural do PPGVIDA aborda relevância das pesquisas em saúde

“Por que fazer pesquisa em saúde?” foi o questionamento trazido no tema da aula inaugural do curso de mestrado acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), do Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), ocorrida nesta segunda-feira, 28/8.

O tema foi apresentado pelo Dr. Bernardo Lessa Horta, pesquisador visitante sênior do Instituto, professor associado da Universidade Federal de Pelotas e bolsista de produtividade em pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico nível 1A.

Para Horta, a temática proporciona uma ampla reflexão sobre temas que merecem ser pesquisados no campo da saúde. “A ideia dessa apresentação foi discutir um pouco sobre qual a relevância da gente fazer pesquisa na área da saúde, principalmente na saúde pública, quais diferentes aspectos podemos abordar em uma pesquisa e também como identificar temas importantes de serem pesquisados, explicou.

Esta é a terceira turma do mestrado PPGVIDA, o curso tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

Horta destacou a importância de ao término do curso os alunos apresentarem produtos de relevância para a ciência e também para a sociedade. “Nossa expectativa é que futuramente os alunos possam gerar bons produtos, que sejam relevantes do ponto de vista científico e também para a comunidade, abordando perguntas que mereçam respostas”.

Compuseram a mesa de abertura da aula inaugural, o pesquisador e palestrante Bernardo Lessa Horta, a coordenadora do PPGVIDA, Maria Luiza Garnelo, e a chefe do serviço de pós-graduação do ILMD, Rosana Parente.

A coordenadora do PPGVIDA, Dra. Luiza Garnello, parabenizou os alunos pela seleção no mestrado. “É um grande prazer receber essa nova turma de mestrandos. Quero parabeniza-los pelo sucesso da aprovação na seleção, foi um processo bastante concorrido, com bastante dificuldades pra que eles chegassem onde estão, e lembrar que esse é o primeiro degrau, existe uma rota longa pela frente, muito trabalhosa, mas certamente muito prazerosa”, disse.

Compõem o corpo docente permanente do curso os pesquisadores doutores Ana Cyra dos Santos Lucas, Ana Lúcia de Moura Pontes, Ani Beatriz Jackish Matsuura, Cláudia Maria Rios Velasquez, Evelyne Marie Therese Mainbourg, Felipe Arley Costa Pessoa, Felipe Rangel de Souza Machado, Flor Ernestina Martinez Espinosa, Jaime Larry Benchimol, James Lee Crainey, Julio César Schweickardt, Maria Jacirema Ferreira Gonçalves, Maria Luiza Garnelo Pereira, Maximiliano Loiola de Ponte Souza, Ormezinda Celeste Cristo Fernandes, Raquel Paiva Dias Scopel, Rodrigo Tobias de Sousa Lima, Rosana Cristina Pereira Parente, Sérgio Luiz Bessa Luz.

O curso conta ainda com a colaboração dos professores Adenilda Teixeira Arruda, Arlete Batista de Lima, Elsia Nascimento Belo, Evangeline Maria Cardoso e Karla Geovanna Moraes Crispim.

SOBRE O PPGVIDA

O programa visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica

A aula inaugural ocorreu no Salão Canoas, no ILMD/Fiocruz Amazônia. Durante a manhã, os alunos participaram de uma recepção realizada pela equipe do ensino, onde foram apresentados o regulamento do Ensino, regimento do PPGVIDA, manual do aluno e calendário acadêmico.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Fotos: Eduardo Gomes/ ILMD/ Fiocruz Amazônia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *